BLOG DA VANDA

Crie glitters aqui!

Bem-Vindos!

barrinha zipper

Barrinha MaynaBaby

PENSAMENTO DA SEMANA:

PENSAMENTO DA SEMANA:

PENSAMENTO DA SEMANA:

PENSAMENTO DA SEMANA:
A NEVE E AS TEMPESTADES MATAM AS FLORES, MAS NADA PODEM CONTRA AS SEMENTES. (K. Gibran)

Total de visualizações de página

Pesquisar neste blog

SlideShow

Crie glitters aqui!

obrigada pela visita


Click here for Myspace Layouts

** MEUS VÍDEOS NO YT **

MEUS POEMAS VIDEOLOG

MEUS POEMAS VIDEOLOG
Poemas de Vanda de Freitas Bezerra

* VÍDEOS HOMENAGEM *

* POEMAS DE AMIGOS *

PREFACIO.NET (Literatura)

**** MEUS POEMAS ****

**** MEUS POEMAS ****

segunda-feira, 30 de maio de 2011

SONETO DO "SÓ"


SONETO DO “SÓ”

Poema escrito por
Vanda de Freitas Bezerra

Vagando no tempo, perdi-me
Nas teias da grande ilusão
De que eram meus seus lindos olhos
Sua alma e coração.

E na doce ilusão do momento
Adormeci e sonhei
Que vinhas há milênios comigo
Pelos mundos onde andei.

Almas gêmeas que se reencontram
No amor; no mais puro amor,
Sublimados pela dor.

Acordei enfim!
Procurei-te. Procurei...
Não estavas junto a mim.

Um comentário:

Érgia Penteado disse...

Vanda Amei seu poema! lindo demais... estou seguindo seu blog está ótimo. bjo. Érgia Penteado