BLOG DA VANDA

Crie glitters aqui!

Bem-Vindos!

barrinha zipper

Barrinha MaynaBaby

PENSAMENTO DA SEMANA:

PENSAMENTO DA SEMANA:

PENSAMENTO DA SEMANA:

PENSAMENTO DA SEMANA:
A NEVE E AS TEMPESTADES MATAM AS FLORES, MAS NADA PODEM CONTRA AS SEMENTES. (K. Gibran)

Total de visualizações de página

Pesquisar neste blog

SlideShow

Crie glitters aqui!

obrigada pela visita


Click here for Myspace Layouts

** MEUS VÍDEOS NO YT **

MEUS POEMAS VIDEOLOG

MEUS POEMAS VIDEOLOG
Poemas de Vanda de Freitas Bezerra

* VÍDEOS HOMENAGEM *

* POEMAS DE AMIGOS *

PREFACIO.NET (Literatura)

**** MEUS POEMAS ****

**** MEUS POEMAS ****

sábado, 30 de abril de 2011

SONETO DO DESENCANTO (vfb)

SONETO DO DESENCANTO

poema escrito por 
Vanda de Freitas Bezerra
29 de abril de 2011

Ái de mim que não sou poeta e nem canto
Sufoco a poesia que trago em minh'alma, escondida
Na dança das flores vejo a beleza da vida
E instintivamente descrevo em versos meu pranto.

Sofro a ausência de quem não vi partir
Choro a lágrima, que não vi cair
Ansiosa espero, não sem quem chegar
Trazendo alívio pra esse meu penar.

E na longa espera caminhando sigo
Levando a vida e roubando o tempo
Meu companheiro e fiel amigo.

No coração, uma saudade amarga
Na longa espera, uma nostalgia...
E a mão do tempo minh’alma afaga...

sexta-feira, 1 de abril de 2011

OH! LUA... vandadefreitasbezerra

OH! LUA...
Poema escrito por
Vanda de Freitas Bezerra
(09.05.1981)

Te fiz tão amiga, oh! Lua
Não me deixes sozinha na rua
Agora que preciso de ti.
Não penses em ir embora
Seguir pelo mundo afora
Oh! Lua, não me deixe aqui.
Oh! Lua, quanta saudade
Quando eu, em tenra idade
Queria te pegar pra mim.
Queria que fosses só minha
Te guardar numa caixinha
Oh! Lua, eu queria sim!
Nunca de mim se esconda
Pois fico aqui como “tonta”
Oh! Lua, não faça assim.
Oh! Lua, vou te dizer:
Já começo a padecer
Sei que tudo teve um “fim”.
Quem eu queria, oh! Lua,
Jamais quis que eu fosse sua
Zombou...
Não fez “caso de mim...”